"LIBERTAS"

SOCIAL EDUCATIONAL PROJECT

DOING with Luís Seixas, Agrupamento de Escolas Grão Vasco,

Festival Jardins Efémeros e FIAN Portugal.

Viseu, Portugal (2018)

"libertas" 

 palavra do latin, que é uma das "sementes" da palavra LIBERDADE. Significa a independência do ser humano e a liberdade de movimento (quer física quer intelectual) do indivíduo.

"Libertas" é parte integrante do projecto o "Meu Corpo é o meu Jardim". Uma peça de arquitectura efémera que resulta na criação de um jardim alimentar biológico (refletindo a SOBERANIA ALIMENTAR de um povo e sua INDEPENDÊNCIA). A sua organização em forma de mini-anfiteatro com uma distribuição concêntrica (inspirado num jardim mandala) tem como objectivo criar um espaço de utilização livre e flexível que estará ao dispor da população proclamando a liberdade física e intelectual do indivíduo. 

Perante o desafio do Festival em criar um jardim alimentar efémero, chegou-se à conclusão que não deveria ser somente uma peça escultórica, mas sim, o resultado de um processo educativo com as escolas do pré-Primário e 1º Ciclo (com as quais já se estava a trabalhar) resultando no final da apropriação do espaço público com a presença física de uma instalação chamando à atenção para questões como a soberania alimentar, ecologia na agricultura e uma dieta racional em função do lugar. 

Assim, o formato e a estrutura deste jardim, resulta de materiais que serão todos eles posteriormente reutilizados, bem como as caixas com terra que serão no final distribuídas pelas várias escolas para que possam desenvolver um novo ciclo de produção e novos processos educativos. 

Durante todo este processo que decorreu ao longo de mais de 6 meses, foram envolvidos diversos agentes, como a Elisabete Gonçalves (produtora biológica local) que teve um papel preponderante não só na manutenção das hortícolas como também no processo educativo. Decorreram diversos workshops e eventos associados ao tema, no qual foram envolvidas não só as crianças integradas no agrupamento escolar como também a população e diversos profissionais, ligados a várias áreas. 

Organizaram-se workshops durante 2 dias para a plantação de "Libertas" pelos alunos das 30 turmas das várias escolas do pré-escolar e 1ºciclo do Agrupamento Grão Vasco em Viseu, dos quais resultou a plantação de um jardim alimentar na Praça 2.Maio em Viseu

 

A instalação ficou ao serviço da comunidade, tendo sido desenvolvidas alguns actividades de apropriação do espaço público 

 

Contos de Histórias, Cláudia Sousa

 

Sopa Comunitária com vegetais da horta, e uma Rosa nos Tachos

 

Sopa Comunitária com vegetais da horta, e uma Rosa nos Tachos

 

Apresentação pública da edição de 2018 do Festival Jardins Efémeros,Sandra Oliveira (directora do Festival Jardins Efémeros) e Jorge Sobrado (Vereador da Cultura de Viseu)

No Final do Projecto, as 58 caixas foram distribuídas pelas diversas escolas envolvidas, dando início a um novo ciclo de plantação, pretendendo com este acto simbólico dar continuidade ao processo de consciencialização para uma alimentação adequada, não só a nível de saúde mas também a nível de sustentabilidade local, social e ambiental.

 

 

 

 

 

Project Concept: Nuno Vasconcelos, Luís Seixas

Coordenation: Nuno Vasconcelos

Partners: Festival Jardins Efémeros, FIAN Portugal, Agrupamento Escolar Grão Vasco,

Elisabete Gonçalves (produção biológica), IPV Escola Agrária, Nutrofértil Lda, Câmara Municipal de Vouzela, PlantAveiro. 

Photos: Nuno Vasconcelos

Localization: Viseu, Portugal

Year: 2018